Notícias de última hora

Loading...

sábado, 19 de abril de 2014

OPINIÃO: Na nova ´´Ditadura Petista``, calaram a democracia, amordaçaram a Rachel Sheherazade


  Mal sabia a corajosa jornalista Rachel Sheherazade que depois dos seus inúmeros comentários, que desafiavam os interesses dos grandes empresários e políticos corruptos  e denunciavam ainda os mandos e desmandos de um Governo que não representa os interesses do povo, quando a frente da bancada do jornal SBT Brasil, o passado voltaria ao presente e ela presenciaria a volta da cada vez mais explícita censura aos meios de comunicação. Embora pudesse supor a dimensão que tomariam as suas palavras não imaginaria que a sua opinião sobre o ´´pobre adolescente``, preso ao poste , seria o argumento final que os políticos da esquerda esperavam para cala-la de uma vez. Poucos segundos após o seu comentário o estrago já estava feito e o ´´até compreensível`` virou ao olhos dos seus inimigos sinônimo de aceitável. Esse comentário ao contrário dos demais causou um intenso e oportuno alvoroço, a jornalista caia assim na sua própria armadilha que a levou do papel de ´´caçadora`` à ´´caçada`` pelos intolerantes. Mas sabemos que na verdade o pobre jovenzinho só foi usado como uma causa para motivos maiores. Pois apoiados no falso pretexto de que ela estava apoiando a justiça com as próprias mãos conseguiriam impedir os estragos que ela vinha causando ao nos revelar a corrupção que se oculta por trás da política. Partidos como o PT de Lula, o PSOL de Jean Wyllys e o PCdoB de Jandira Fhegali uniram em pró de um motivo em comum, calar a Sheherazade, protocolando contra ela a denúncia de apologia ao crime, exigindo assim que essa fosse calada, caso o contrário ameaçavam pedir a revisão da concessão do SBT, podendo até retirar a emissora do ar.  Para acalmar os ânimos dos mais exaltados o SBT deu à jornalistas férias e na segunda-feira ela voltou ao jornal, todavia nada mais será como era antes e assim não mais poderá emitir as suas opiniões. O preço foi caro, abrir mão da liberdade de expressão, mas o sacrífico foi necessário, afinal é mais do que compreensível que a emissora de Sílvio Santos tenha amordaçado a jornalista, já que se essa continuasse a falar, certamente revelaria os bastidores das irregularidades por trás da aquisição da refinaria de Pasadena e estrago seria irreparável, assim o SBT poderia perder os 150 milhões de reais que recebe do Governo e o resultado seria centenas de pessoas no olho da rua, ou seja,  todos esses políticos que querem a revisão do montante que é repassado à emissora conseguiriam tirar o pão da boca de muitas crianças. No fim conseguiram calar uma das únicas que ainda tinha coragem de levar ao conhecimento do povo o que já era óbvio, porém todos insistiam em não ver e com isso agora só teremos simples leitores de TP (câmeras com as notícias a serem lidas)  que darão as notícias como meros leitores de um ´´script``. E nos resta continuamos sendo manipulados por um jornalismo apoiado em interesses econômicos e políticos. 


Alex Silva

segunda-feira, 14 de abril de 2014

Brasil, o ´´país do futebol``



Só falta me amararem ao poste da intolerância
Opinião sobre o Futebol:
O país tem que eleger alguma coisa para ser considerada a ´´paixão nacional`` da coletividade, nesse caso o futebol, que nada mais é do que um narcótico poderoso para anestesiar uma população de pessoas alienadas que muitas vezes carece do pão. População essa que encontra no amor incondicional, muitas vezes até doentio, por um time, amor esse que muitas vezes leva quadrilhas de torcedores a espancarem outros e os matarem, uma forma de amenizar as mazelas vividas pelo povo. Não existi nada melhor a um povo maltratado pelo Governo do que chegar em casa e ligar a TV na partida de futebol, por 2 horas esse torcedores estarão livre de preocupações, da realidade cruel do país e do mundo em que vivemos. Logo é até compreensível que no país da corrupção haja tamanho amor por um time.


quarta-feira, 9 de abril de 2014

Copa do mundo, boa para quem ?

Desde que o Brasil foi escolhido palco para a Copa do Mundo muito tem se discutido a respeito do legado desse evento para o país. Porém, a Copa acabou se transformando em um negócio lucrativo apenas para as construtoras por trás da modernização dos estádios, muitos desses envolvidos em denúncias de superfaturamento. As últimas manifestações deixaram evidente a desaprovação dos gastos com as obras. Assim, questiona-se os benefícios de tal evento para a população.
   As construtoras e demais empresas responsáveis pela construção dos novos estádios, além da modernização dos já existentes, são umas das principais beneficiadas com o ganho de licitações questionáveis, suscetíveis a formação de cartel. Há mais de 1 milhão de pessoas, segundo a FIFA, a espera do tão sonhado ´´passaporte para a alegria`` dispostas a pagar preços exorbitantes para ver suas seleções, mas o povo brasileiro terá que se contentar em assistir ao espetáculo pela TV, já que esses não terão como pagar os valores abusivos dos ingressos.
   A insurreição popular, que arrebatou o país no ano passado, questionou os custos excessivos do evento. Logo, denúncias de superfaturamento como no caso do estádio Mané Garrincha, que custou o dobro do que era previsto, ganharam repercussão em uma sociedade de miseráveis que carece do pão. Questiona-se se áreas como educação, além da saúde, que são encaradas pelo Governo como despesas, não deveriam receber recursos tão expressivos assim como os destinados a realização da Copa.
   Enfim, será um ´´show`` memorável pelo menos para os turistas, se eles não forem assaltados ou alvejados em tiroteios. A Copa não deve ser tronar sinônima de lucro para poucos, mas sim para o povo. Portanto, não se deve destinar recursos que podem ser usados na saúde para modernizar palcos de partidas. Quanto as denúncias de superfaturamento, uma comissão popular deveria se criada para fiscalizar as inevitáveis irregularidades. Primeiro devemos garantir qualidade de vida aos nossos, para depois proporcionar o espetáculo aos outros. O pão vem primeiro já o circo vem depois.
Alex Silva

terça-feira, 18 de março de 2014

Chocante: Vídeo mostra corpo sendo arrastado por viatura da PM no RJ


 Quando saia em direção ao seu trabalho, na manhã do dia 17 de março, a auxiliar de serviços gerais Claudia Ferreira da Silva, de 38 ano, foi baleada em uma troca de tiros entre traficantes e policiais durante uma operação policial na comunidade da congonha, Rio de Janeiro. Ao ser levada pelos policiais para um hospital, o corpo da vítima caiu do camburão e foi arrastado por cerca de 250 metros pelas principais ruas de Madureira. Os policiais foram presos por negligência e a família alega que a polícia não os deixou acompanhar a faxineira no percurso até o hospital. 


 Esse poderia ser mais um caso que entraria para as estáticas de pessoas mortas em confrontos entre traficantes e policiais se não fosse por um cinegrafista amador que gravou o momento em que o corpo era arrastado pelas ruas, o que deu um desfecho diferente ao caso.  

Vídeo mostra corpo sendo arrastado pela viatura da PM
Vídeo do Jornal Extra retirado do You Tube

sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

OPINIÃO: A farra já começou faz tempo.

  A dita festa popular democrática, ou simplesmente carnaval, acabou de começar, mas a verdadeira farra que se oculta por trás desse arrasta pé prolongado já começou faz tempo. No Rio de Janeiro e em São paulo as respectivas prefeituras, assim como em outros estados, destinam milhares de reais às escolas de samba para que essas armem um circo a uma população de miseráveis que muitas vezes carece do pão. Já no nordeste, em Salvador e demais estados, o espetáculo fica por conta dos trios elétricos, ou blocos como preferir,  que arrastam multidões pelas vielas, becos e avenidas dessas regiões. ´´Festa popular`` essa que beneficia exclusivamente os empresários donos de camarotes e cervejarias, além dos artistas que muito bem pagos atuam como anfitriões daquele que é considerado como um dos maiores espetáculos da terra. Fazendo as contas devemos nos perguntar: o que ganhamos com o carnaval? Aumenta o número de acidentes no trânsito, aumenta o índice de pessoas que infectadas pelo HIV, feriados que beneficiam os servidores público, enfim será que precisa de mais argumentos?. Logo, chegamos a conclusão de que essa ´´farra`` custa caro aos cofres públicos, portanto será que não devemos repensar a necessidade dessa festa que é apenas uma forma de anestesiar o povo brasileiro das suas mazelas e problemas sociais, portanto   será que educação, saúde, segurança e outras áreas não deveriam receber os bilhões de reais que são destinados ao carnaval, pois essas  são áreas fundamentais que fazem a diferença na construção de um novo Brasil. 

Belo exemplo: Prefeito de Petrópolis destina recursos dos carnaval à saúde

sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

OPINIÃO: Adolescente torturado após roubo, ataca novamente

  E não é que a ficha do ´´ pobre adolescente vítima das desigualdades sociais supostamente acusado de cometer um assalto`` cada dia fica mais suja do que pau de galinheiro. Ontem, o menor foi flagrado assaltando turistas em Copacabana. E onde estão os seus defensores assíduos que criticaram veementemente a atitude dos ´´justiceiros`` que amarraram o menor ao poste e depois o torturam, atitude essa que não concordo, pois não devemos permitir ou mesmo aceitar que grupos que se digam vingadores se armem para sair às ruas fazendo justiça com as próprias mãos, embora, assim como outros eu defenda que o cidadão de bem possa se defender de bandidos de qualquer cor e idade. Ainda sobre o caso faço alguns questionamentos: e o Ivan Valente, do PSOL, que pessoalmente protocolou medidas judiciais contra a jornalista Rachel Sheherazade, do SBT,  depois do seu comentário considerado abominável, por que ele não ofereceu ao jovem uma bolsa de estudos, e nem mesmo um curso profissionalizante, e o nosso ´´querido`` Direitos humanos parece que se esqueceu do rapazinho. E o que dizer depois desse Menor, educadamente não utilizarei o termo marginalzinho para não despertar a fúria dos ideologistas de plantão, esses que parecem viver em um mundinho cor de rosa, ter feito não o segundo e muito menos o terceiro, mas sim o quatro assalto, e isso não sou eu quem diz, mais sim a polícia. Os defensores de jovens como esse, bem como de todo tipo de bandido devem dar graças à Deus por não cruzarem com sujeitos desse gênero, devem agradecer diariamente aos céus por não terem o dinheiro suado do seu trabalho furtado, por não terem os seus estabelecimentos comerciais roubados, e por não terem terem armas apontadas para sua cabeça, enfim devem agradecer por nesse mundo utópico em que insistem em viver a violência ser algo que passa longe da realidade. E você ainda duvida que quando esse, já não mais sei como chama-lo,  for libertado, e não vai demorar muito, não fará novos assaltos ?, bem só espero que ele não consiga uma arma e que a sua próxima vítima não seja você. E se depois de tudo isso você ainda acha que ele é o mochinho, reitero o perdido: ADOTE UM BANDIDO.
Por Alex Silva

sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

Blog do Alex Silva retira do ar página que pregava a intolerância racial.

  Uma semana depois que o Blog do Alex Silva denunciou com exclusividade a página presente, até então no Facebook, Top Modelos do Facebook, que contava com a participação de mais de 1 milhão e 600 mil membros, utilizada por muitos desses para propagação de conteúdos e imagens racistas, além de material pornográfico, como imagens de mulheres e homens nus, a página foi retirada da rede na última semana pelo administrador.    


                                               Opinião
Estrategicamente o senhor administrador da página sabiamente à retirou do ar temendo possíveis medidas judiciais de Organizações Não Governamentais que já estavam se preparando para dar o bote, logo não é surpresa o sujeitinho ter se afugentado tão rápido, a ponto de apagar qualquer vestígio que ligue o seu  nome ao conteúdo que estava sendo veiculando na sua página. O mencionado grupo contava com mais de 1 milhão e 500 mil membros, e ocultados nessa grande multidão estavam pessoas racistas e intolerantes, que recorriam a ofensas para com as pessoas que se consideram negras. E mais e mais conteúdos desse gênero recheavam a página, até que o presente Blog denunciou esse lamentável caso, expondo o que muitos outros querem ocultar. É claro que muitas vezes o administrador não tem qualquer ligação com os indivíduos racistas, portanto seria leviano da minha parte dizer que ele tem qualquer tipo de conivência com esses episódios lamentáveis, no entanto não se pode eximi-lo da menor parcela de culpa, já que só retirou a página do ar, após o blog ter dado projeção ao caso. Situações como essas devem ser rechaçadas e os responsáveis pela disseminação desses conteúdos punidos com rigor. Embora a Rede seja um grande terreno sem donos, uma legislação mais rígida de punição deveria ser aprovada para que esse seres sejam punidos, e casos como esse se tronem parte de uma passado, que se quer apagar.


terça-feira, 28 de janeiro de 2014

EXCLUSIVO: Página do Facebook é usada para intolerância racial.

Membros de página no Facebook postam fotos  pregando o preconceito racial
 Desde que a Internet virou ´´um terreno sem dono`` redes sociais como Facebook, Twitter, sem esquecer o velho Orkut, tronaram-se um prato cheio para propagação de atitudes preconceituosas que visam quase sempre a ridicularização das outras pessoas. E sendo a rede um espaço cibernético sem fiscalização, centenas de páginas encontram-se recheadas de ofensas, vídeos e fotos que pregam a intolerância à outras religiões, opções sexuais e raças. E como não é difícil encontrar páginas com essas características, o grupo Tops-Modelos do Facebook, que já conta com mais de 1 milhão e 600 mil membros, embora seja um grupo de postagem de fotos dos seus membros, tem sido usado para outras finalidades. Nas fotos abaixo, que foram registadas nessa semana, membros do grupo postam imagens que mostram o preconceito não só racial, como também o preconceito à pessoas que tem síndrome de Down, sem contar que a página apresenta imagens de homens e mulheres nus.
Ajude a tirar a página do ar acesse: https://www.facebook.com/groups/416936751731883/ 
e click em denunciar grupo







       Até essa tarde ninguém da página foi encontrado para comentar o assunto                       
                          Opinião, Por Alex Silva
 Diariamente nos vemos diante de inúmeras situações nas quais comumente observa-se os traços da mais perversa intolerância, seja ela de ordem moral, religiosa ou racial. Logo, não é preciso ir muito longe para nos deparar com os diversos tipos de intolerância existentes, que se manisfestam através de ações como agressões com pedaços de lâmpadas à homossexuais, como ocorreu em São Paulo, invasão de depredação de centros religiosos, exclusão de pessoas pobres de estabelecimentos luxuosos,  genocídio dos moradores de rua, bem como o preconceito racial presente em diversas situações, que tem se tronado cada vez mais comuns.
  Situações como essas nos permitem regredimos no tempo para que se possa fazer uma analogia entre a intolerância existente no século XXI  e a vivida durante a Segunda Guerra Mundial, realidade essa na qual homossexuais, ciganos, enfermos, além de judeus eram executados em locais que se assemelhavam à centros de tortura. E porque eram mortos? eram mortos pelo simples fato de Hitler classificar a raça ariana como superior à todas as demais. 
  Em um país como o Brasil, em que há pessoas de várias cores, credos, opções sexuais na há espaço pra atitudes que visem à encurralação de uma parcela da sociedade. A tolerância deve ser interpretada como a capacidade de aceitamos as diferenças dos outros e respeita-los. Ser tolerante é sobretudo respeitar o que nos diferencia das outras pessoas como a cor da pele, sotaque, religião, opção sexual e intender que somos iguais e merecemos respeito.
  Episódios como o que acabamos de noticiar são simplesmente lamentáveis, e o pior de tudo é que é algo contínuo, portanto mesmo que a página sai do ar, esses vermes manisfestarão o seu ódio em outras páginas. Porém, sem dúvida é necessário que as autoridades monitorem as milhares de páginas que diariamente são criadas para manifestarem o preconceito e a intolerância, para que assim essas pessoas possam ser punidas. Não podemos admitir em em pleno século XXI ainda aja resquícios de preconceito e desrespeito as diferenças alheias.

sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

Resultado da enquete Melhores Blogs de 2013

A segunda edição da enquete ´´Melhores Blogs da rede`` perguntou aos nossos visitantes quais dos blogs listrados eram os melhores blogs do ano de 2013 e durante um mês eles puderam votar nas categorias, Blog do ano, além do Blog Revelação de 2013. Essa enquete representa o carinho do nosso público frente ao nosso trabalho na rede. Parabéns aos vencedores e aguardem a terceira edição de 2014.

Qual é blog do ano ?

Blog do Ano
Blog do Alex Silva

  • anisia-nascimento.blogspot.com.br
    0%

  • blogdoalex-silva.blogspot.com.br
    85%
     
  • nascimento-educacao.blogspot.com.br
    0%

  • segredmund.blogspot.com.br
    4%

     
  • walneybatista.blogspot.com
    4%

     
  • www.caixadepandora.xpg.com.br
    8%


Qual é o blog revelação de 2013? 

Blog Revelação
Blog Quatro Estações
  • divulcacaoepublicacao.blogspot.com
    6%

     
  • divulgak.blogspot.com.br
    12%

     
  • educacaoinfantil-anisianascimento.blogspot.com
    0%

  • linguaportuguesa-anisianascimento.blogspot.com
    6%

     
  • www.blogleonardo.com
    35%

     
  • www.quatroestacoes.blog.br
    41%

     

quinta-feira, 9 de janeiro de 2014

O bbb recomeça e a baixaria continua, por Alexsandro.

  No dia 14 de janeiro, terá início mais uma disputa pelo prêmio milionário do reality show BBB (big bother Brasil). Essa já é a 14 edição do programa que reúne participantes ´´anônimos``,de diferentes regiões do país em busca do tão sonhando prêmio de 1 milhão e meio de reais.
  O reality já teve mais de 12 edições transmitidas em rede nacional. O programa se baseia no confinamento dos participantes numa grande casa, aonde são postos em situação de conflito por terem que conviver com pessoas desconhecidas, de opiniões e posicionamentos contrários, e ainda são submetidos à provas semanais de resistência para continuarem na briga pelo prêmio.
   Mas não é só o programa que recomecará, os shows de baixarias que dão audiência ao programa também. O programa existir e continua, pelo fato de representar uma receita milionária aos cofres da rede Globo. Para veicular sua marca ao programa cada empresa que o patrocina tem que desembolsar a bagatela de miseráveis 24 milhões de reais e olhe que o prêmio do programa é de apenas 1.500.000 reais.
  Marcas conhecidas mundialmente como a Omo, Fiat , guaraná Antárctica, Brastemp e outras veiculam seus nomes e ao mesmo tempo patrocinam tamanha baixaria. 
  IBOPE é o motor básico do programa, quanto mais alienados sentados na frente da TV vendo o reality mais e mais milhões de reais serão arrecadados com os futuros anunciantes.
  Observa-se como principal temática do programa a exploração dos bate bocas e discussões transmitidas em alta definição. Aliás a proposta do programa é condizente com os objetivos da rede Globo- Sorria você está sendo manipulado-. 
 É difícil aceitar que a família brasileira ainda se deixe enganar por algo tão baixo, apelativo e desnecessário que não acrescenta nada em nossas vidas. E mais difícil ainda aceitar que tamanha porcaria continue na TV.
                              
 Definitivamente já fomos mais inteligentes em selecionar melhor o vemos. A decadência dos programas de TV e as baixarias impostas por Realitys como esses é são notáveis. A televisão brasileira não é mais como era antigamente. Vermos diariamente ao trocar de canal um shows de programas imbecil, idiotas e baixos que não nos passam um viés de cultura. Me recurso a acreditar que empresas conhecidas ficam contentes em patrocinar futilidades. Por que essa empresas não patrocinam projetos sociais que beneficiem crianças carentes. Realmente falta vergonha na cara.
 Até quando teremos que ver shows baratos de sexo explícitos na tv. Quanto tempo as emissoras demorarão para descobrir o povo brasileiro está mais seletivo? 
 Não precisamos de bbb , 14, 15, 16..., precisamos de programas que nos proporcionem momentos bons e felizes.

 Alexsandro

terça-feira, 7 de janeiro de 2014

Sustentabilidade, uma questão de necessidade

 As discussões em torno do desenvolvimento e preservação ambiental tem ganhado cada vez mais destaque em meio a uma conjuntura mundial na qual se faz necessário a adoção de modelos de desenvolvimento econômicos e materiais baseados em parâmetros sustentáveis que substituam os atuais modelos que visam ao lucro e que quase sempre são responsáveis por desastres ecológicos.
  A partir da segunda metade do século 18, a Revolução Industrial, que começou na Inglaterra, e logo se difundiria para outros países, provocou modificações nos sistemas de produção. As fábricas começavam a lançar cada vez mais resíduos à atmosfera, poluindo-a. Dois séculos mais tarde o cenário não se alteraria e, em pleno século 21, a natureza nunca fora tão degradada como é hoje pelas atividades humanas.
  Diante de tais circunstâncias faz-se primordial a adoção de um modelo de desenvolvimento sustentável que objetive  a utilização dos recursos naturais de forma racional, para minimizar os efeitos causados pelas ações do homem na natureza, que há muito tem contribuído para o aumento de desequilíbrios ecológicos  maior incidência de catástrofes ambientais.
  Logo, já não se pode falar em crescimento econômico sem mencionar a preservação ambiental. Aquecimento global e outros problemas continuam a assolar o planeta, o que gera dúvidas quanto a existência deste nas próximas décadas, por isso é essencial agregar a preservação do meio ao crescimento econômico, para restaurar o equilíbrio ecológico.
  Portanto, é necessária a mudança de postura de empresas e governantes que visam ao lucro tem respeitar os limites naturais. Diminuição dos impostos de empresas ´´sustentáveis``, criação de ciclovias, investimentos nos transporte de massa, reflorestamento de encostas, bem como a busca por novas fontes energéticas são formas de diminuir os impactos das ações humanas, sem esquecer de fazer a nossa parte.

segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Salário mínimo aumentará para 724 reais, a partir de janeiro de 2014

                     
   Ao saber que a partir do ano que vem, o salário mínimo saltará dos atuais 678 reais para quase 725 reais, muitos de vocês devem ter ficados contentes, afinal 50 reais a mais faz diferença, não é mesmo? Mais arroz e feijão na nossa mesa. Só que a realidade não é essa maravilha toda, convenhamos. 
  No primeiro momento observamos um aumento de quase 7% do valor do salário mínimo. Só que o salário mínimo inevitavelmente não será o único a aumentar. Passagens de ônibus aumentando, conta de luz mais cara, impostos mais altos. No final das contas o novo salário mínimo será apenas um número. 
  Mesmo que se aumente o salário mínimo para 800, 900,1000 reais os impostos e a inflação irão acompanha esse aumento. Não basta apenas aumentar o salário mínimo, é necessário que antes de tudo, a Inflação e os impostos sejam controlados e não subam acima da média. A questão social existente no país vai muito além de um simples aumento do valor do salário mínimo. De que adianta aumentar o salário mínimo para 1000 reais por exemplo, a concertação de renda continuaria nas mãos dos capitalistas donos dos super mercados, Shoppings aonde gastamos grande parte desse dinheiro. 
  Qual a diferença entre os antigos 465 reais aonde os alimentos eram mais baratos se comparados aos dias atuais  e os 678 reais aonde os alimentos subirão acima da média. Os únicos contentes com esse aumento serão os empresário que verão seus lucros triplicarem e a desigualdade persistirá se nada for feito.
  O que dizer à um pai de família que mal consegue sustentar sua família com essa miséria. 678 é realmente o valor que vale o trabalho honesto de um trabalhador humilde e por quê o trabalho dos políticos corruptos vale tanto assim. Para a presidenta e sua corja 678 vale muito, será que o povo compartilha da mesma opinião. Pelo menos eu não.
                        
Alexsandro

sábado, 21 de dezembro de 2013

Lixo: um problema crônico nas grandes cidades

 O consumo desenfreado tem provocado um problema crônico nas grades cidades, o aumento da produção de resíduos urbanos. Em decorrência, tudo aquilo que fica obsoleto é considerado lixo. Logo, esbarra-se na questão de como dar destino correto aos dejetos, que muitas vezes são despezados em aterros sanitários e lixões a céu aberto, sem o menor cuidado, além disso a sua incineração contribui na degradação da qualidade do ar-atmosférico.
  O mercado capitalista difunde entre a sociedade a ideia de que o estado de bem-estar pessoal pode ser alcançado mediante a aquisição de mercadorias. Diariamente as pessoas são bombadeadas por anúncios que reinteram que para se sentir feliz tem que se adquirir produtos pré-determinados pela moda do momento, objetos esses que amis tarde serão descartados e substítuidos por outros iguais, porém mais modernos, aumentando assim a produção de lixo.
  Mas o que não se sabe é que as toneladas de lixo geradas diariamente pelas grandes metrópoles são armazenadas de forma incorreta em lixões a céu aberto, aumentando o número de casos de leptospirose em localidades próximas, já o armazenamento em aterros sanitários pode causar a poluição de aquíferos, diminuindo ainda mais a quatidade de água potável própria para o consumo, sem mencionar que, quando incinerados, esses objetos geram gases poluentes.
  Assim, o consumismo é um dos grandes responsáveis pelo cda vez maior acúmulo de resíduos, que ocasionam inúmeras consequências. Por isso, antes de se adquirir qualquer produto, deve-se pensar se precisa-se dele, para assim diminuir o volume de lixo. Programas que visem à coleta seletiva e reaproveitamento dos resíduos através da reciclagem seriam uma maneira de gerar postos de trabalho. Além disso, deve-se reaproveitar o gás metano produzido nos lixões para a obtenção de energia e deve-se ter em mente que o lixo é um problema coletivo.
                                Importância da reciclagem
Por Alexsandro

sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

Notícia de última hora: Morre aos 70 anos, o eterno Rei do Brega, Reginaldo Rossi

Publicação: 20/12/2013 10:29 Atualização: 20/12/2013 14:37

Foto: Cecília Sá Pereira/DP/D. A Press
Foto: Cecília Sá Pereira/DP/D. A Press

Nenhuma metáfora de bar, tristeza ou desilusão conseguirá traduzir, nesta sexta-feira, às 9h25, a dor da partida do Rei do Brega, o cantor Reginaldo Rossi. O artista pernambucano de 70 anos morreu depois de permanecer 23 dias internado no Hospital Memorial São José, na Boa Vista, no Recife. Ele havia sido internado com dores no tórax e nas costas, mas descobriu a existência de um tumor no pulmão, enfrentou sessões de quimioterapia, hemodiálise e precisou de sedação e ajuda de aparelhos para tratar a doença.

A informação foi confirmada pelo médico Murilo Guimarães, pneumologista do cantor e compositor. Ele teve falência de múltiplos órgãos.

Reginaldo Rossi entra para a história da música como uma das vozes mais românticas do país. Em mais de 50 anos de carreira, ele cantou os desencontros do sentimento humano, especialmente ilusões, fetiches, dores e desamores comuns aos relacionamentos. Contemporâneo de uma geração tachada de brega por cantar canções idolatradas pelo povo, ao lado de Odair José, Amado Batista, Wando, Agnaldo Timóteo, Fernando Mendes, entre outros, Rossi inverteu a lógica do rótulo e abriu espaço para um gênero musical marginalizado no Brasil.

O cantor reformulou o conceito de brega e, com músicas e declarações, esfregou na cara da sociedade a incoerência entre a crítica e a vida real. Democratizou os sentimentos, uniu pobres e ricos nas emoções e na mesa do bar, universalizou a dor, o amor, o chifre e a alegria da roedeira ao pé de um garçom, definido por ele como o confessor da humanidade, personagem inspiração para o maior sucesso musical. "Quando o chifre dói, o diploma cai da parede", "Não há quem não bregue depois de três doses" e "No mundo inteiro, é romântico, mas, aqui, quem faz romantismo é brega" foram frases de uma filosofia levada adiante em mais de 300 composições gravadas ao longo da carreira.

Dono de uma uma cabeleira fora dos padrões de beleza, de uns óculos escuros onipresentes, camisa sempre aberta no peito e uma voz inconfundível, Reginaldo fez sucesso incontestável para além das fronteiras do estado. Começou com o rock e o balanço da Jovem Guarda no grupo Silver Jets. Depois, em carreira solo, enveredou pelas músicas românticas. Dominou o Norte e o Nordeste. Com a canção Garçom, lançada em 1986, chegou ao restante do país e se consolidou como artista nacional.

Reginaldo Rossi assumiu a condição de popular das músicas às declarações. Orgulhava-se de preferir os termos usuais para compor, em vez de se valer das palavras rebuscadas agradáveis apenas à crítica. "Eu canto para o povão", mandou avisar por meio dos médicos, já do leito do hospital. As letras sempre remeteram à simplicidade: a tristeza depois de ser deixado pela pessoa amada, os suspiros nas carícias do casal, a traição, o bailinho, a ausência e a canalhice. Vieram A raposa e as uvas, Mon amour, meu bem ma femme, Tô doidão, Deixa de banca, Garçom.

Com o microfone nas mãos, desferiu golpes duros no machismo, ao exigir igualdade amorosa para as mulheres, criticou a hipocrisia homofóbica, deu leveza ao chifre, calo social brasileiro muitas vezes combustível para atos de violência. "Por que o homem pode chifrar, chifrar, chifrar e a mulher não pode fazer nada?”. Rossi deu transparência ao sentimento.

O cantor havia se apresentado pela última vez em João Pessoa, depois de enfrentar três apresentações seguidas no Manhattan Café Theatro, em Boa Viagem, no Recife. Estava com show marcado no revéillon, no Pina, Zona Sul do Recife, cidade cujo hino informal é uma de suas composições mais adoradas: "Recife, a minha cidade, o meu lugar". Fumante inveterado de mais de dois maços de cigarro ao dia, consumidor de uísque misturado com Coca-Cola e jogador contumaz de pôquer, Reginaldo deixa a esposa Cileide e o filho Roberto. Mais: deixa órfã uma legião de fãs acostumados a cantar, sorrir e chorar ao som de letras capazes de desvendar e espalhar cada retalho da alma humana.

Reprodução do site: http://www.diariodepernambuco.com.br